terça-feira, 30 de maio de 2017

MÁRIO LEMOS – JOVEM TREINADOR DE FUTEBOL NA COREIA DO SUL


Conheci o Mário Lemos, acidentalmente, em 2012 e já lá vão 5 anos. Um domingo estava eu sentado junto ao Press-Room do clube de futebol SCG Muangthong United com a minha aparelhagem fotográfica para fazer umas imagens de um jogo que iria ter efeito essa tarde. Era precisamente no dia 9 de Junho de 2012, um sábado. 
.
Estava eu equipado a rigor: camisola, calção, boné de cores verde, encarnada e as quinas. Bem é que nesse dia Portugal iria disputar um jogo com a Alemanha  (perdemos 1-0) e o meu propósito seria o de fazer uma provocação/brincadeira ao meu amigo Winfried Schaffer, alemão e selecionador nacional da Tailândia. Ora eu sabia que Shaffer, como olheiro estaria no jogo do Muangthong United a disputar com o Thai Honda FC.
 Mario Lemos ao serviço do SCG Muanthong United 2012
 .
Enquanto sentado, chegou ao pé de mim um jovem, que quase não dei conta dele e timidamente perguntou-me: o senhor é Português? Sou respondi. O Mário futurou que eu era português pela forma, de certo modo bizarra, melhor digna de um jovem do que um homem da minha idade na altura com 77anos. 
.
O Mário na altura tinha precisamente 25 anos e já, oficialmente, treinador de futebol! Tenho perante mim um português, modesto, que tinha viajado para a Tailândia, com um amigo inglês também treinador de futebol. Os dois tinham sido contratados para um clube tailandês de fraca projecção, a coisa não viria a dar e Mário conseguiu emprego no Muangthong United,  e o que o prof. Henrique Calisto treinou e eu fui seu adido de imprensa.
 A orientar o Nakon Nayok - 100 quilómetros de Banguecoque
 . Desde o primeiro dia que nos conhecemo ficamos amigos e eu espécie de seu conselheiro. Nem tudo no futebol caminha num tapete de rosas e o Mário não encontrou flores  e aceitou um ordenado modestíssimo (um quarto cedido pelo clube) e foi vivendo uns meses, com as linhas que se podia coser  a treinar os miúdos, na academia do Muangthong, onde conseguia, uns cobres mais de horas,extras a treinar os meninos da sempre presente mamã e a sonhar que seu amado rebento seria um futuro Cristiano Ronaldo.  . O meu contacto com o Mário foi assíduo, isto porque eu era fotógrafo oficial do Muangthong e praticamente duas vezes por semana nos encontravamos. Um dos meus conselhos ao Mário era: persistência e vá guardando algum dinheiro para qualquer infelicidade que lhe possa surgir.  . Deixou de treinar os miúdos na academia e passa a dirigir as reservas e depois o Nakon Nayok um clube da segunda divisão e propriedade do Muangthong. De Banguecoque o Mário de Lemos parte para a Coreia do Sul, já por lá anda nos meandros do futebol há quatro anos, treinou dois clubes e para se firmar casou com lindíssima jovem coreana!
Mário (x) na Tailândia em 2012. 
.
O Mário Lemos já foi convidado para seleccionador nacional de um país, muito próximo da Coreia do Sul, que por agora não aceitou e se sente bem, como peixe na água, na Coreia do Sul. Há dois dias, pelo Facebook contactei-o a perguntar-lhe como seguia, respondeu-lhe e dá-me conta de si. O Mário, presentemente, está com 30 anos e com um largo futuro na Ásia. Reportagem que fiz sobre o Mário que escrevi há quatro anos AQUI.
A seguir seguem novidades do Mário na Coreia. Em fotografias legendadas.
 
Um video a dar conta de uma secção de treino de Mário Lemos. Não reparem na "caralhada" uma palavra que o prof. Henrique Calisto deixou na Tailândia e proferida por muito jogadores taialndeses, como esta não seja palavra prejorativa! Prof. Henrique Calisto quando comandava o jogo, no seu rectângulo, de quando em quando lá saí a sua "caralhada".
Desde Janeiro Mário é o treinador principal do TNT F.C em Seoul, um clube novo com um projecto muito ambicioso que irá competir na K3 (3a Divisão) tendo como objectivo em dois anos subir de divisão respectivamente para K-League Challenge(2a Divisão) e em quatro anos na K-League Classic (1a Divisão).
Sob o céu azul de Seoul o estádio do TNT F.C., Mário dá uma entrevista a um canal de televisão, tendo a seu lado direito um interprete. Mário fala e escreve correctamente a língua inglesa. Foi criado no Canadá onde seus pais foram emigrantes.
O Estádio, fabuloso, para um clube da terceira divisão da Coreia do Sul o TNT F.C. sob a responsabilidade do Mário Lemos a preparação dos atletas.
O banco do estádio TNT F.C. com o Mário a conversar com seus atletas. Espectacular as instalações e a parte destinada à comunicação social de um clube, coreano, da terceira divisão!
Mário com os dirigentes do clube TNT. Segundo me informou o Mário, há cerca de um ano, em Banguecoque. que não é fácil um treinador estrangeiro conseguir trabalho na Coreia do Sul... São preferidos os locais.
Mário, surpresamente, veio encontrar um jogador, tailandês, do SCG Muangthong United, que tinha sido seu pupilo. Foto para a prosperidade!!!
Transmitiu-me que um dos problemas que tinha, na Coreia do Sul, era o frio no tempo dele. A imagem bem mostras disso dá...
Uma imagem rara e bonita... A Selecção Nacional Portuguesa Sub 20 de momento está a jogar na Coreia do Sul e a claque, apoiante de Portugal e uma mistura de raças! Mário tem assistido aos jogos.
 O dia do nó matriomonial de Mário Lemos com a lindíssima coreana Hye Jin. Assimilação dos portugueses a outras gentes é impar no mundo!
Mário e Hye Jin, no aeroprto Internacional de Incheon de partida, para destinos asiático e gozar a lua de mel. 
.
Em Junho Mário vai participar num programa de Futebol Coreano que básicamente consiste em dar a jogadores amadores uma possibilidade de treinar como profissionais, de momento está a preparar os treinos para o programa e parece-lhe ser excelente oportunidade para divulgar o seu trabalho na Coreia. 
.
Mário Lemos tem pela frente futuro brilhante na Ásia e disso não temos a menor dúvida, onde nesta parte do mundo o desporto rei está em desenvolvimento.

José Martins