sexta-feira, 1 de abril de 2016

MEMÓRIAS: "INAUGURAÇÃO DO CAMPO PORTUGUÊS EM AYUTHAYA"

Há 21 anos
O barco ligeiro partia de Banguecoque em direcção ao Ban Portuguet

Na manhã de Domingo do dia 2 de Abril de 1995, um barco ligeiro partia da margem do rio Chao Praiá, junto à Embaixada de Portugal em Banguecoque, em direcção ao Ban Portuguete, com os Embaixadores de Portugal Maria Luisa e Sebastião de Castello-Branco; Dr. José Blanco, Administrador da Fundação Calouste Gulbenkian e esposa, o Ministro da Educação da Tailândia, o Núncio Apostólico, representante da Embaixada da Santa Sé na capital tailandesa; a Conselheira Cultural, junto da Missão Diplomática de Portugal, Ermelinda Galamba de Oliveira e ainda outros convidados.  
.
Eu e o jornalista João Roque seguimos de Banguecoque de automóvel com a finalidade, de registarmos a chegada das personalidades que tinham viajado de barco e fazermos a cobertura do evento para a Agência Lusa (Macau). 
.
Mas o maior significado da cobertura de tão importante acto seria a presença da Princesa Galyani que iria inaugurar a obra.


Os embaixadores de Portugal Maria Luisa e Sebastião de Castello-Branco; a Conselheira Cultural Ermelinda Galamba de Oliveira; Dr. José Blanco e esposa à chegada ao acoradoiro da antiga Paróquia da Igreja de S.Domingos no Ban Portuguete. Lado esquerdo: o Embaixador Sebastião de Castello-Branco, Dr. José Blanco e dois arqueológos do Fine Arts Department, em Ayuthaya, aguarda a chegada de Sua Alteza a Princesa Galyani

Sobre o  Campo Português em Ayuthaya:
"O aldeamento (Ban Portuguete) na sua orígem, foi bastante extenso com mais de mil metros de comprimento onde foram fundadas três paróquias e espiritualmente administradas pelos Dominicanos, Franciscanos e Jesuitas. 
.
No local ainda estão envolvidas em denso matagal à espera que as ruínas sejam colocadas a descoberto as igrejas de São Francisco e a dos Jesuítas.
.
A partir de 1982 e graças ao empenho do então Embaixador José Eduardo de Mello Gouveia e o entusiasmo do Dr. José Blanco, administrador da Fundação Calouste Gulbenkian que apoiado a concretização do projecto pelo falecido Presidente Dr. José Azeredo Perdigão a Gulbenkian viria subsidiar as escavações das ruínas e a construção de um belo edifício na Paróquia de São Domingos. 
.
Portugal está, ali, condignamente representado para os próximos séculos e a reviver a memória às gerações vindouras a passagem e a presença da lusitanidade na velha capital do Reino do Sião".


Sua alteza a Princesa Galyani Vadhana é esperada pelo Embaixador Sebastião de Castello-Branco, o Dr. José Blanco e Núncio Apostólico.
.
"Verifica-se assim o desejo e, não menos o patriotismo do Dr. José Blanco na iniciação do projecto das escavações e a construção do edifício/museu que seria inaugurado em 2 de Abril de 1995, com a honrososa presença da Princesa Galyani, irmã de Sua Majestade o Rei Bhumibol, o Ministro da Educação, do Embaixador Castello-Branco e do Núncio Apostólico, além de outras individualidades ligas ao meio cultural da Tailândia" .


Sua Alteza A Princesa Galyani entra no edifício museu que momentos depois inauguraria
.
E, pelo interesse que merece o brilhante e patriótico discurso que o Dr. José Blanco proferiu, dirigido às personalidades presentes e particularmente a Sua Alteza a Princesa Galyani apraz-me transcrever da língua inglesa, em tradução livre, o discurso aos presentes na ocasião:
.

" É para mim um grande privilégio estar presente a esta cerimónia representando a Fundação Calouste Gulbenkian, A presença de Sua Alteza Real é certamente uma honra para nós e apresentar a pedido dos meus colegas a Sua Alteza Real as saudações e os respeitosos agradecimentos da tão honrorosa presença. 
.
Sob os auspícios de Sua Alteza Real, nós estamos a reviver as palavras históricas de Sua Majestade o Rei Rama II, recordadas neste momento pela ocasião da doação do terreno em 1820 para instalar uma Feitoria S.M. mandou referir no documento: que favorecia a nação portuguesa mais que todas as outras. 
.
Nós, igualmente, encontramo-nos honrados também pela presença de muito distintas autoridades tailandesas junto de Sua Excelência o Embaixador de Portugal em Banguecoque, mostrando assim o seu interesse e a importância de um projecto que é um exemplo, frutuoso, de cooperação entre a Tailândia e Portugal. 
.
Esta cooperação amigável entre os dois países começou quase há cinco séculos e de quando Sua Majestade o Rei Rama Tibodi II deu as boas-vindas, em 1511, a um embaixador de Portugal enviado de Malaca por Afonso de Albuquerque, em nome do Rei de Portugal. 
.
Os portugueses estão ainda hoje extremamente orgulhoso, não só pelo facto de terem sido os primeiros Europeus a conhecer este grande país mas também por ter sido a primeira nação a assinar, em 1516, um Tratado de Comércio e Amizade com o Reino do Sião.


Sua Alteza Real a Princesa Galyani, acompanhada das altas individualidades, visita as ruínas da Igreja de São Domingos. O cicerone é o arqueólogo, tailandês, Patipat do "Fine Arts Department" e quem dirigiu as escavações do Campo da Paróquia de São Domingos (Patipat é um velho amigo meu cuja amizade perdura há 25 anos).

.
Este momento é profundamente comovente e de grande importância para nós Portugueses. Nós estamos comemorando a recuperação, comum, da herança histórica, precisamente onde os nossos antepassados viveram e morreram há mais de quatrocentos anos. 
.
A Fundação Calouste Gulbenkian é uma organização filantrópica, privada, portuguesa que suporta e se envolve em projectos de caridade, das artes, da instrução e da ciência, não sómente em Portugal mas também no estrangeiro. 
.
Em consideração as suas actividades internacionais a Fundação presta atenção especial aos projectos que se relacionem com a restauração de monumentos históricos portugueses em países estrangeiros. 
.
Na solicitação de pedidos formulados pelas autoridades e com suas colaborações, nós executamos projectos no Quénia, República do Benin, em Marrocos, na Índia, no Brasil e Uruguai. 
.
O interesse da Fundação Calouste Gulbenkian no projecto do estabelecimento das escavações principiou há doze anos em 1983. 
.
É de justiça recordar aqui o papel do Dr. José Mello Gouveia o elo de ligação e o seu empenho perante as autoridades tailandesas. 
.
Sua Excelência era naquele tempo o Embaixador de Portugal em Banguecoque. A Fundação começou a contribuir para o projecto em 1983 de quando a primeira aprovação para as escavações arqueológicas das ruínas da Igreja de São Domingos. 
.
Uma segunda concessão para a mesma finalidade foi efectuada em 1986 e, finalmente, em 1994, uma terceira contribuição foi atribuída para a construção do edifício que protege o cemitério.


Dr. José Blanco proferindo o seu discurso. Entregue uma lembrança a Sua Alteza a Princesa Galyani Vadhana.

Nós consideramos que o "Ban Portuguete" em Ayuthaya é um dos nossos mais relevante projecto internacional, não sómente porque era orientado de uma forma notável pelo "Fine Arts Department". 
.
A partir de agora uma parte significativa do projecto da preservação histórica portuguesa, na antiga capital do Reino do Sião está concluída para o futuro. 
.
Desejo agradecer a todos os peritos e trabalhadores tailandeses que fizeram o seu melhor e se esforçaram empenhadamente para o bom sucesso do projecto de que a Fundação Calouste Gulbenkian orgulhosa de se ter associado a eles. Sua Alteza Real, suas excelências, senhoras e senhores. 
.
Um poeta português, famoso, Fernando Pessoa, escreveu uma vez um poema sobre as descobertas portuguesas cujas linhas citarei: VALEU A PENA? TUDO VALE A PEQUENA SE A ALMA NÃO È PEQUENA.
.
A cerimónia terminou ao princípio da noite. Sua Alteza a Princesa Galyani é acompanhada pelas personalidades até ao ancoradoiro e partiu de barco até à cidade de Ayuthaya de onde partiria de automóvel para Banguecoque
 Publicado e fotos de José Martins