terça-feira, 29 de julho de 2014

VISITA DA FAMÍLIA REAL PORTUGUESA À TAILÂNDIA

A passagem, de Dom Duarte Pio de Bragança, pela Tailândia pode e bem ser considerada histórica e o principal motivo de tal honraria é que os portugueses quando iniciaram relações amistosas com a Tailândia, em 1511, Portugal era governado pela monarquia e como Rei Dom Manuel I o Bem-Aventurado. Porém quando a comunidade do bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição foi criado em 1674, o Rei de Portugal, seu antepassado em linha reta, era Dom Afonso VI.
.
Embora a visita efectuada de Dom Duarte Pio e membros de sua família real, a Banguecoque, não tenha sido de carácter oficial, além de um almoço com SA a Princesa Maha Chakri Shiridorn, iniciativa do embaixador da Tailândia, acreditado em Lisboa, viria a conviver com a comunidade tailandesa e luso descendente no Bairro Português de Nossa Senhora Imaculada da Conceição na área de Sam Sem, a norte do centro da cidade de Banguecoque e na margem direita do Rio Chao Prya (dos reis e mãe das águas), cuja a fundação vem da década de setenta do século XVII.
.
A visita ao bairro português de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, no passado dia 25 de Julho de 2014, a que teve o acompanhamento do embaixador Luis Barreira de Sousa, representante de Portugal no Reino da Tailândia, era uma visita, programada, desde Portugal por Dom Duarte Pio durante sua passagem por Banguecoque.
.
As imagens a seguir, legendadas, dão conta do evento assim, como contam a história da vivência dos portugueses e seus descendentes desde o tempo remoto de sua fundação.

A Igreja de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, com o adro à sua frente, a poucos metros da margem direita do rio Chao Prya.Imagem obtida minutos antes da chegada de Dom Duarte Pio e seus acompanhantes ao Bairro de Nossa Senhora  Imaculada da Conceição.
Junto às 6:30 do dia 25 de Julho, caia a noite quando Dom Duarte Pio, a seu lado esquerdo sua esposa Dona Isabel Herédia, surgiram numa rua do Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, vindos do ancoradouro, guiados pelo Prior da Igreja Manoot Somsuk, a seu lado direito o anfitrião da Comunidade Portuguesa do Bairro Manopchai Vongphakdi, descendente da família Ribeiro e proeminente do bairro.
Senhor Manopchai Vongphakdi, ao lado esquerdo de Dom Duarte, o guia e mestre de cerimónias durante a visita ao bairro da realeza lusa. Destaca-se senhor Manopchai Vongphakdi, um diplomata, brilhante, de carreira do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Tailândia, Director-Geral dos Assuntos da Ásia do Sul, Médio Oriente e África, responsável por conseguinte das relações bilaterais da Tailândia com mais de 80 países.
Por esta ruela (imagem obtida durante a tarde) passou Dom Duarte Pio em direcção ao cemitério do Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, fundado há 353 anos. No bairro morou uma numerosa comunidade portuguesa que além, da prova, dos registos de nascimento, casamentos é óbitos, a escritora Ana Leonoews, professora de inglês da corte do Rei Mongkut, dá conta disso de quando visitou o bairro. Escrevemos a história em três partes, pouco conhecida, que poderá ser lida clicando: 1ª parteAQUI 2ªparteAQUI3ªparteAQUI
Dom Duarte Pio entra no cemitério do Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição seguido pela sua comitiva
Segue Dom Duarte Pio o casal Isabel Maria e Vasco Pereira Coutinho, 1º Marquês de Pereira Coutinho (para mais clique AQUI) grande empresário português, no sector imobiliário e o maior investidor, português, na China há mais de 20 anos.
Na imagem:  da esquerda para a direita: Maria do Rosário Barreira de Sousa, senhora Marayart Benyasut, gestora de ativos na seguradora Assets Insurance, Embaixatriz Maria da Conceição Barreira de Sousa, e Dr.ª Araya Thongphiew, médica da Comunidade do Bairos de Nossa Senhora Imaculada da Conceição.
A visita aos túmulos no cemitério do bairro. Na imagen Dona Isabel de Herédia, Dom Duarte Pio e  senhor Manopchai Vongphakdi.
O jazigo, com mais de 200 anos onde encontram os restos  mortais de Jerónima da Costa que foi senhora, proeminente, portuguesa no bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição. A paróquia que administra o cemitério tem mantido em pé esta peça, tumular, histórica e a lembrar a presença lusa na Tailândia.
Nesta imagem Dom Duarte Pio, dentro do cemitério, responde a uma pergunta feita por seu filho Afonso Príncipe da Beira.
Terminada a visita ao cemitério Dom Duarte segue para visitar outro lugar histórico, a primeira igreja do Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição erigida pelos missionários do Padroado Português do Oriente, organização eclesiástica, genuinamente portuguesa e fora da administração da Igreja do Vaticano. A grande obra da expansão portuguesa na Ásia e Oriente, se deve, em parte aos missonários do  Padroado.
A primeira igreja construída, no Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, pelos missionários do Padroado há 339 anos.
Dom Duarte Pio, Dona Isabel Herédia dentro da velha igreja que hoje serve de museu.
O altar da primeira igreja, o sacrário e uma estátua de S. João Baptista a seu lado esquerdo.
Relíquias de séculos ali guardadas no museu. Gostámos de voltar a ver o museu,  agora, bem organizado, depois de o termos visto há 30 anos ser um armazém de arrumações de objectos e paramentos, religiosos, espalhados pelos vários espaços.
Dom Duarte Pio, sua família e seus acompanhantes sentados para a celebração da missa.
Sentam-se os fieis para a celebração. Porém e porque era uma sexta-feira e a horas que muitos católicos residentes no bairro, não chegaram do seu trabalho a casa os bancos da nave da igreja de Nossa Senhora Imaculada da Conceição não foram preenchidos, ao contrário do que sucede na missa dominical.
Dá-se o inicio à celebração da missa.
O prior da Igreja de Nossa Senhora Imaculada da Conceição Manoot Somsuk preside à celebração da missa.
Momento de fervor, de fé e meditação
Prior Manoot Somsut inicia a Eucaristia transformando o vinho no precioso Sangue de Jesus Cristo e o alimento espiritual dos fieis que assistem à celebração da missa.
A Família Real Portuguesa, espiritualmente preparada para tomar a hóstia, o corpo do Senhor.
Dom Duarte Pio de Bragança é o primeiro a tomar o Corpo do Senhor
Em segundo Dona Isabel Herédia
Em terceiro Dom Afonso Principe da Beira, 18th Duke de Barcelos e em primeiro lugar de herdeiro da Coroa da Monarquia Portugesa.
Em quarto Maria Francisca, Infanta de Portugal e a 3ª em linha da sucessão.
Em quinto Infante Dinis Duke do Porto e o 2ª em linha de sucessão.
Dona Isabel Maria Pereira Coutinho recebe a hóstia em mão
Dom Vasco Manuel Pereira Coutinho, 1.º Marquês de Pereira Coutinho,recebe a hóstia. Segue-se a jovem Joana Sousa Mendes, sobrinha de Dona Isabel Herédia.
A vez de Maria do Rosário Barreira de Sousa
Segue-se a Embaixatriz Maria da Conceição Barreira de Sousa.
Por últim toma a hóstia o Embaixador Luis Barreira de Sousa.
Depois de recebido o corpo do Senhor tempo para meditação
O Prior Manoot Somsuk dá por finalizada a cerimónia religiosa. Outra irá começar
Cerimónia de alto significado principa de quando Dom Duarte Pio, transmite ao Prior Manoot Somsuk, que vao condecorar a Paróquia de Nossa Senhora Imaculada da Conceição com a Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.
O Diplomata Dr. Manopchai Vongphakdi, luso descendente, vai servir de comunicador entre Dom Duarte Pio e os fieis presentes na igreja traduzindo palavras de inglês para a língua tailandesa.
Dom Duarte Pio de Bragança faz a entrega ao Prior Manoot Somsuk o estojo com a medalha, condecoratica da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.
Prior Manoot Somsuk e Dom Duarte Pio, mostram aos fieis presentes, na nave da igreja, a condecoração com que a Paróquia de Nossa Senhora Imaculada da Conceição foi agraciada.
Imagem em "closeup" da medalha e o diploma da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.
Depois da cerimónia da condecoração, Prior Manoot Somsuk presenteia uma medalha em ouro com a imagem de Nossa Senhora Imaculada da Conceição.
Segue depois a foto para a posteridade com os priores da Igreja da Imaculada Conceição, Dona Isabel Herédia e Dom Duarte Pio.
A Embaixatriz Maria da Conceição Barreira, foi também presenteada com uma medalha, em ouro, de Nosssa Senhora Imaculada Conceição.
Depois da entrega a medalha à Embaixatriz Maria da Conceição, para futura memória uma imagem. Da esquerda para a direira: Dr. Manopchai Vongphakdi, priores da Igreja da Nossa Senhora Imaculada da Conceição e os embaixadores de Portugal.
O jovem, luso descendente Jirawach Wongngernyuang, filho mais velho do falecido, capitão Saravuth da Marinha Real da Tailândia, assistente do director-geral da importante empresa DB Shenker, conta, em português, a história da Bairro de Nossa Senhora Imaculada da Conceição
Fotografia de família de residentes do Bairro Português de Nossa Senhora Imaculada da Conceição que perpetuará a visita, única até hoje, de uma Família Real Portuguesa .
Mais uma bonita imagem onde os sorrisos são o tom principal e dizem-nos tudo sobre a agradável presença da Família Real Portuguesa, na Tailândia, que desde a sua fundação tem sido orientada por reis de várias dinastias, reinantes, desde 1180 e a eles se deve a união e o progresso do povo tailandês. Recorda-se aqui que dois reis da Tailândia visitaram Portugal, Suas Majestades o Rei Chulalongkorn, década noventa do século XIX e  Bhumibol Adulyadej em 1960. Sua Majestade Bhumibol Adulyadejo, o monarca, actual, reinante foi entronizado Rei da Tailândia em 1946, com 68 anos de reinado e o monarca, em todo o mundo, que leva mais anos a orientar o povo de uma nação.
A última imagem da cerimónia no interior da Igreja de Nossa Senhora Imaculada da Conceição a Dr.ª Araya Thongphiew presenteia, o membro mais jovem da Família Real Portuguesa, o Infante Dinis Duke do Porto, com uma monografia que conta a história do bairro mais antigo, fundado pela comunidade lusa tailandesa, na capital da Tailândia.
A saída da Família Real Portuguesa da Igreja da Nossa Senhora Imaculada da Conceição, para uma ceia oferecida, na Residência Paroquial, pela comunidade residente e luso descendente no bairro.
A gruta, iluminada, no lado esquerdo do adro da igreja, com a estátua de Nossa Senhora Imaculada da Conceição.


Dentro de momentos vai ter início uma ceia, ligeira, na Residência Paroquial, em honra da visita da Família Real Portuguesa ao Bairro de Nossa Senhora da Conceição. Dona Isabel Herédia é a primeira a sentar-se

Na boa tradição cristã é resada oração antes da ceia
O sinal da cruz depois da oração
E todos preparados para a ceia e o último acto da visita da Família Real Portuguesa ao Bairro Português de Nossa Senhora da Conceição.
Embaixador Luis Barreira de Sousa, em uma imagem, junto da Dr.ª  Araya Thongphiew, média da comunidade.
Dona Isabel Heréria senta-se ao lado do Embaixador Luis Barreira de Sousa
Embaixatriz Maria da Conceição senta-se ao lado direito do Pároco Manoot Somsuk
Maria do Rosário Barreira de Sousa toma lugar à mesa junto ao Infante Dinis Duke do Porto e o mais novo membro da Família Real Portuguesa.
Dom Duarte Pio de Bragança e Dona Isabel Herédia sentam-se junto ao Dr.Manopchai Vongphakdi
.
Fotografia e texto de José Martins. Agradecendo a ajuda do Embaixador Luis Barreira de Sousa que sem ele seria impossível elaborar este trabalho, que nos deu imenso prazer em o fazer.