quarta-feira, 4 de setembro de 2013

JOSÉ RODRIGUES DOS SANTOS TRADUZIDO PARA A LÍNGUA TAILANDESA


A prestigiosa Universidade de Chulalongkorn, a mais antiga da Tailândia onde, hoje (4.9.2013), o escritor José Rodrigues dos Santos proferiu uma lição abordando vários temas, entre eles sua experiência como jornalista e o ponto quente, de que viria a entusiasmar o grupo de alunos universitários e do curso de português, foi o seu livro e best-seller, "Sétimo Selo" traduzido da língua portuguesa para a tailandesa e ontem lançado nos jardim da Embaixada de Portugal
À entrada da Sala 707 da Chulalongkorn, expostos dois livros de autores portugueses e traduzido para a língua tailandesa pela editora " Nanmebooks": "Sétimo Selo" de José Rodrigues dos Santos e a ´Fada Oriana´, um conto para criança, de  Sophia de Mello Breyner Andresen.
A mesa oval onde José Rodrigues dos Santos proferiu uma lição de jornalismo e descreveu, em pormenor, a sua actividade como escritor a qual moldou, com regras, que melhor se adaptariam à forma de seu viver.
Rodrigues dos Santos, antes do início dos trabalhos, conversa com Dra. Surapeephan Chatraporn Deputy Dean of  Faculty of Arts da Universidade de Chulalongkorn.
José Rodrigues dos Santos, antes de começar seus trabalhos ouve a Dra. Surapeephan Chatraphan que lhe iria fazer, em seguida, a entrega de uma lembrança para recordar a sua passagem na Universidades de Chulalongkorn
José Rodrigues dos Santos recebe a lembrança das mãos da dra. Surapeephan Chatraphan.
O escritor português na sua brilhante lição de jornalismo de que a seguir descreve o seu livro "Sétimo Selo", agora nas montras das livrarias de toda a Tailândia.
Palavras conjugadas com o movimento de mãos
Duas obras duas línguas. A portuguesa e a tailandesa. E lembramos aqui que Portugal foi o primeiro país, do ocidente, a encetar relacionamento diplomático com a Tailândia, cujo este vem dos anos 1511. Um relacionamento de 502 anos, impar, na história das duas nações de amigas. A língua portuguesa, foi por mais de 250 anos a língua franca e a usada para ligações entre outros países do ocidente e lavrar, a Tailândia, tratados com outras nações.
Dra. Surapeedphan apresenta uma questão a José Rodrigues dos Santos.
....a que José Rodrigues dos Santos responde desempoeiradamente e com sabedoria...
 ....mais outras, várias perguntas focando diversos temas  surgiram de outros estudantes.
José Rodrigues dos Santos (não o elogiamos de borla) cativou os jovens estudantes que o ouviam, interessadamente, a que ele, como comunicador de larga experiência, lhes soube responder.
Embaixador Luis Barreira de Sousa e Luisa Dutra, Adida Cultral, junto à embaixada. escutam atentamente Rodrigues dos Santos.
Uma aluna, em língua portuguesa, pergunta a José Rodrigues dos Santos quando escreveria um livro sobre a Tailândia...
Como resposta José Rodrigues dos Santos não colocou de fora a hipótese, porém informou a jovem tailandesa que se expressou em português que nos seus projectos estão livros para sair nos anos seguintes até 2019.
Depois de duas horas de conversa, cativante, a sessão terminou. Embaixador Luis Barreira de Sousa, em breves palavras, referiu-se a José Rodrigues dos Santos e deu a conhecer, a sua dimensão como o maior escritor, contemporâneo, português. Agradeceu à editora Nanmeebook a preferência dada à tradução da obra "Sétimo Selo" e a Tailândia, o primeiro país da Ásia, a tê-lo nas prateleiras das livrarias.
E começa a sessão de autógrafo do "Sétimo Selo"
Na imagem a jovem Tassanee Norma, ex-estudante de português que o fala, com ela o "Sétimo Selo", da oitava edição (em português), para que José Rodrigues dos Santos o autografasse. Depois a fotografia, para a posteridade, da Tassanee Norma e amiga de Portugal. .
E no final as fotografias....
A última fotografia de família com José Rodrigues dos Santos, embaixador Luis Barreira de Sousa, Adida Cultural Luisa Dutra, estudantes e outras senhoras que estiveram, durante duas horas, a ouvir a brilhante locução do escritor português, que vai ter no futuro (não temos dúvidas), projecção na Tailândia.